Anima:aminA

Feitas com equipamento analógico, as fotografias da série são submetidas ao processo de dupla-exposição - técnica na qual o mesmo fotograma é exposto à luz mais de uma vez, combinando imagens que criam uma nova camada de significado.

Ao aprisionar dois momentos em uma fotografia, o estado de transformação constate do ser humano é revelado, promovendo o encontro entre as dualidades do fotografado.

O nome da série Anima (alma em latim) e Amina (composto químico que atua na decomposição da matéria) alude à natureza dual. O infindo e o efêmero, o etéreo e o corpóreo. Anima e amina.

Inserida na natureza, a nudez em Anima:aminA convida à contemplação do corpo como uma das múltiplas formas que compõem a paisagem onde está inserido.